BAM: Quem vive de passado é museu

“Quem vive de passado é museu”. Aposto que você já ouviu essa máxima diversas vezes. Porém, quantas vezes você a aplicou no seu dia-a-dia empresarial?

Business Activity Monitoring (BAM) é uma tecnologia que nos permite gerenciar o presente e tomar decisões baseadas no que de fato está acontecendo, e não no que já passou. A análise desses dados que são gerados em tempo real nos dá a vantagem competitiva de acompanhar o mundo corporativo na velocidade que ele acontece e assim posicionar a nossa organização de maneira mais eficiente. Além disso, o posicionamento proativo da organização auxilia na mitigação de riscos empresariais e a maximizar os lucros.

Para que os benefícios da utilização da tecnologia de BAM sejam percebidos em sua totalidade, três etapas devem ser realizadas com maestria:

1- Os dados devem ser coletados de maneira eficiente e em quantidades suficientes. Se não, os resultados não serão significativos.

2- Os dados devem ser processados focando na identificação e classificação de fatores determinados para problemas específicos.

3- Por fim, os dados devem ser analisados e seus resultados expostos em uma interface objetiva e de fácil utilização, para que seja relevante para quem lê os resultados e decide por quais medidas tomar.

É importante ressaltar que BAM não é apenas mais uma sigla atrelada a Analytics. BAM é a tecnologia que nos permite visualizar o presente. Já o BI, também bastante discutido nas rodas de gerenciamento de processos, é a tecnologia que nos permite gerenciar o passado e analisá-lo de maneira profunda. Já o futuro, deixamos a cargo do CPM.

Posicionamento do BAM dentro do Analytics

Crédito: Blog iProcess

Porém, com tantas ferramentas de monitoramento, você pode se perguntar: por que utilizar uma em tempo real? No que o BAM se diferencia do BI?

Um exemplo clássico da ferramenta é seu uso no monitoramento de transações de cartão de crédito. Um dos grandes temores dessa vertical é a fraude. Para evitá-la, uma maneira eficiente é monitorar em tempo real as transações e apontar quando um valor sai do comportamento normal do usuário. A transação pode ser barrada e o fraude evitado. Ou então, o BAM pode ser utilizado para monitorar preço de combustível, ou até comportamento de massa de eleitores. Tudo em tempo real para que você possa agir – e não apenas lamentar por aquilo que não fez.

Com as informações em tempo real, podemos realizar análises que não conseguiríamos de outra maneira. Se a ferramenta for oferecida de maneira on-line, conseguimos ainda facilitar o acesso e tornar a eficiência da solução maior.

Interessante, não é mesmo?
Então aproveite para conhecer mais sobre a inteligência da Plataforma Lecom. Acesse aqui.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *