Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image

Lecom | May 29, 2017

Scroll to top

Topo

BPM, BPMS e BPMN, quais as diferenças?

BPM, BPMS e BPMN, quais as diferenças?

| On 05, nov 2015

Quem está envolvido com o universo de BPM costuma falar e ouvir bastante as três siglas, mas afinal, existe diferença entre uma e outra? Claro? Mas você realmente sabe detalhar as diferenças? Vamos aprender ou relembrar de forma simples!

BPM: significa em inglês ‘Business Process Management’ e em português ‘Gerenciamento ou Gestão de Processos de Negócio’, é uma filosofia que une gestão de negócios e tecnologia da informação com foco na otimização dos resultados das organizações por meio da melhoria dos processos de negócio. As ferramentas denominadas sistemas de ‘gestão de processos do negócio’ ou BPM monitoram o andamento dos processos de uma forma rápida. Dessa forma, os gestores podem analisar e alterar processos baseados em dados reais e não apenas por intuição.

BPMS: significa em inglês ‘Business Process Management Suites/System’ e em português ‘Suites/Sistemas de Gerenciamento ou Gestão de Processos de Negócio’, são as ferramentas/sistemas de softwares responsáveis pela automação, execução, controle e monitoração das etapas das atividades e tarefas realizadas em uma organização. Quer saber como uma Suite de BPMS pode transformar sua organização?

BPMN: significa em inglês ‘Business Process Modeling Notation’ e em português ‘Notação de Modelagem de Processos de Negócios’, consiste em uma série de ícones padrões para o desenho de processos, o que facilita o entendimento. Esta é uma etapa importante da automação, pois é nela que os processos são descobertos e desenhados e também pode ser feita alguma alteração no percurso do processo visando a sua otimização.

Independentemente do conceito, das ferramentas de software, ou mesmo da notação, o foco deve ser a melhoria, a transformação de processos de negócios e a mudança de comportamento e comprometimento das pessoas (usuários, atores de processos, envolvidos) para que as organizações possam alcançar os resultados esperados do negócio: aumento de produtividade, redução de burocracia, melhoria na rentabilidade, redução de defeitos e desperdícios, satisfação e fidelização de clientes.

O foco deve ser a melhoria, a transformação de processos de negócios e a mudança de comportamento e comprometimento das pessoas.

 

A utilização do conceito de BPM, ao longo dos últimos anos, vem crescendo de forma bastante expressiva no Brasil, dada a sua utilidade e rapidez com que melhora os processos nas empresas onde foi implementado.
A ABPMP é uma associação internacional de profissionais de BPM, sem fins lucrativos, independente de fornecedores e dedicada à promoção dos conceitos e práticas de BPM. Está orientada e é conduzida por profissionais de BPM.
Os Delegados Regionais da ABPMP atuam em regiões definidas para o desenvolvimento e evolução da associação no Brasil. Atuam como coordenadores de ações regionais. Tiago Amôr representa o estado de São Paulo e dentre suas atribuições estão: estimular, apoiar, participar de eventos públicos para difundir a prática de Gerenciamento de Processos de Negócio.

Que tal continuar lendo mais sobre transformação digital, organizacional e BPM?

escrito por Rommel Oliveira

Rommel Oliveira

Rommel Oliveira atua na área de Marketing, pós-graduado em Marketing pela Fundação Getúlio Vargas.

Comments

comments

Quer receber informações fresquinhas direto no seu e-mail?
Inscreva-se!

Enviar

comentários

Quer receber informações fresquinhas direto no seu e-mail? Inscreva-se!

Enviar