Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image

Lecom | September 20, 2017

Scroll to top

Topo

Webinar: BPM integrado ao BI

Webinar: BPM integrado ao BI

| On 18, mai 2017

Webinar BPM integrado ao BI: Torne seus processos ainda mais inteligentes: A combinação de BI com BPM cria e implementa processos mais inteligentes, que não só monitoram e disponibilizam a informação, mas são capazes de antever a necessidade de tomada de decisão. E com operações cada vez mais complexas no cenário atual, aumenta também a necessidade das corporações por soluções de BI que cheguem ao nível de detalhe do negócio, ou seja, soluções que estejam embutidas dentro dos seus processos essenciais. Neste encontro veremos como os dados dos processos no Lecom BPM podem ser facilmente integrados com o Qlik Sense.

Palestrante:
Marcelo Chamma é sócio fundador da CADS Consultoria, especializada em BI e BPM.

 

Confira abaixo algumas das perguntas respondidas por Marcelo Chamma durante o nosso Webinar:

Qual o nome da ferramenta?
Marcelo Chamma: Qliksense 

BPM é uma ferramenta para modelar os processos da empresa para qualquer departamento?
Marcelo Chamma: Sem dúvida. Podemos modelar qualquer processo, qualquer departamento. É claro que tem alguns que são muito mais adequados para automação do que outros, mas a ferramenta é bastante flexível para isso.

 Como de fato o BPM é integrado com o BI? Pelo que entendi estão dissociados.
Marcelo Chamma: A base de dados é separada, mas a ferramenta Bi consegue extrair dados de qualquer base de dados. Então o que nós fizemos nesse caso foi extrair os dados do Lecom BPM, da base de dados dos processos, trazer todas as informações dos processos para o modelo BI. Então por exemplo, nesse caso tinha uma identificação do frete, fomos lá no sistema ERP  e trouxemos os valores  de custo daquele frete e trouxemos os  valores daquele frete, com aquele mesmo identificador. Nós combinamos essas informações na nuvem do Qlik e apresentamos essas informações combinadas num Desk. 

A integração é realizada através de uma modelagem de banco de dados?
Marcelo Chamma: Na ferramenta Bi nós usamos uma modelagem no modelo estrela, pode ser um tabela de fato com diversas dimensões ao redor, mas é uma modelagem voltada pra analise e não deixa de ser uma modelagem de banco de dados.

Vocês possuem licenças trial para teste?
Marcelo Chamma: O QlikSense tem uma versão gratuita para usar livremente e no caso da Lecom é um software na nuvem, um software mais robusto.

Os dashboards podem ser acessados pelos gestores, em celular por exemplo? Em tempo real?
Marcelo Chamma: Sem dúvida, a ferramenta QlkSense é totalmente responsiva e você pode usar computadores, tablets ou smartphones.

Eu consigo fazer a mesma integração do Lecom com o Power BI? É muito complexo?
Marcelo Chamma: Consegue e é muito simples. A base de dados do Lecom são tabelas, é um modelo relacional, basta entender o modelo e você consegue extrair pro Power BI.

Qual foi a redução de fato no esforço humano?
Marcelo Chamma: O projeto vai entrar em produção em Junho, a gente não conseguiu ainda medir de fato, mas a redução vai ser grande.

Qual é a melhor dica para os iniciantes no assunto?
Marcelo Chamma: Nós iniciamos pela tecnologia BI, éramos desenvolvedores de sistemas, passamos a trabalhar com sistemas ERP e ai fomos naturalmente migrando pro BI e no caso eu considero muito mais fácil de aprender e quando você implementa uma solução BI sem BPM você começa a enxergar rapidamente essas falhas no processo e o que vai corrigir essas falhas é uma ferramenta BPMS, não tem jeito.  Você consegue aprender mais rápido a ferramenta BI.

É possível integrar o power BI com essa plataforma ou é um pacote fechado e como essa integração ocorre?
Marcelo Chamma: Qualquer ferramenta Bi pode acessar não só a base de dados Lecom como de qualquer outra base de dados.  É necessário a extração do banco de dados da ferramenta Lecom BPM e outra extração de um outro sistema e combinar essas informações na Nuvem.

Marcelo você avalia que as empresas estão preparadas para utilizar uma solução de BPMS integrada a inteligência artificial e também big data?
Marcelo Chamma: Acredito que ainda não, mas a gente está caminhando pra isso. Acho que muito em breve, queria muito ser um dos primeiros a fazer isso, mas creio que muito em breve nós vamos ter um modelo Lecom BPM chamando funções API, ou da IBM ou da Amazon, mas acho que as empresas já estão caminhando pra essa preparação sim.

Considerando o BPM como análise transversal fatalmente temos “interferências” de outras áreas. Se existe outros sistemas já implementados para gestão de cada área isolada, como é feita a compatibilização entre esses sistemas?
Marcelo Chamma: O importante é que você implemente uma ferramenta BPM com amplas possibilidades de integração e esse é o caso do Lecom BPM, você consegue fazer com que acessando uma única ferramenta ela se integre com todos os outros sistemas. Ao invés de ficar construindo diversas interfaces ou fazer com que uma pessoa fique dando ALT TAB o tempo todo durante o trabalho dela se acessa uma única ferramenta e ela que vai alimentar e consultar informações de outros sistemas, esse é um dos grandes ganhos de uma ferramenta BPMS que permite integração em tempo real.

Para montar o processo dentro de ferramentas BPM deve-se pensar mais no lado de negocio, lado técnico ou a mistura dos dois?
Marcelo Chamma: O principal é o negócio, mas as questões técnicas devem ser levadas em consideração. Mas você tem que resolver o problema do negócio.

Em quais cenários a ferramenta BPM junto ao BI é aplicável?
Marcelo Chamma: Sempre que você precisar de informações financeiras associadas ao processo você tem que integrar essas duas ferramentas. Essa é a principal dica, porque normalmente essas informações financeiras elas estão lá no sistema ERP e essa apuração de custos ela costuma acontecer depois do fechamento e ai o seu processo já foi concluído, não da pra fazer isso em tempo real. Então você precisa extrair essas informações dessas bases de dados e juntar em um modelo BI.

 A ferramenta BI só consegue demonstrar seu potencial completo com BPM?
Marcelo Chamma: Não é bem assim, você consegue demonstrar o potencial completo da ferramenta BI mesmo sem uma ferramenta BPM associada, você consegue fazer análises financeiras, análises das atividades operacionais, da produção, mas você integrar essas duas gera o domínio completo dos seus processos. O BI vai apontar um série de falhas no processo, ai você implementando uma ferramenta BPMS você consegue corrigir essas falhas, mas se não juntar essa informações a empresa vai estar perdendo benefícios enormes.

 A atualização das informações no BI, considerando os dados que foram utilizados, hoje o processo de atualização está automático ou precisa exportar os dados dos sistemas BPM, ERP e alimentar o BI?
Marcelo Chamma: Nós desenvolvemos as extrações e elas ficam esqueduladas, ficam rodando de tempo em tempo automaticamente. Como eu falei normalmente a apuração de dados do ERP ocorre no final do mês, mas os processos ficam carregando ali mais de uma vez por dia e não é necessária nenhuma intervenção manual pra exportar dando e implantar no BI.

Como ficou o processo TO BE, em termos de atores, atividades e sistemas?
Marcelo Chamma: O modelo que mostrei durante a apresentação era o processo To Be, eram 10 raias, tinha área comercial, as filiais, a área financeira. Eram 31 etapas e 6 sistemas envolvidos e nesse piloto nós fizemos integração somente com dois sistemas, mas a partir do mês que vem nós vamos fazer integração com todos os outros.

O  Lecom BPM consegue conexão nativa com banco progress?
Talita Carolina, Gerente de Projetos da Lecom: Hoje o Lecom BPM está homologado para ser implantado nos bancos de dados MySQL, Microsoft SQL Server e Oracle. E para integração com outros sistemas podemos utilizar qualquer banco de dados que o fabricante do banco disponibilize driver JDBC homologado para o Java 8.

Acesse: lecom.com.br

 

Comments

comments

Quer receber informações fresquinhas direto no seu e-mail?
Inscreva-se!

Enviar

comentários

Quer receber informações fresquinhas direto no seu e-mail? Inscreva-se!

Enviar